Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Excuse me for a while...

Excuse me for a while...

26
Dez15

Folhas Soltas #16

Daniela C.

12339539_534839890030128_594593247775711482_o.jpg

 

Tom meteu-se no carro com Bill assim que teve a confirmação de que Danielle se encontrava no Cedars-Sinai Medical Center, hospital para o qual Tom tinha pedido a transferência da morena, alegando que era seu namorado e que, por motivos de força maior, a mais nova se deveria encontrar ao lado dele e não na zona de residência onde permanecia em cuidados.

- Sabes se a Moon vem também? - A voz de Bill fez-se ouvir num tom meio cauteloso.

- Ai por favor Bill achas que me interessa?! - Disparou Tom meio nervoso e mostrando-se um tanto ou quanto irritado com a pergunta do irmão que para ele não tinha mínimo interesse.

- És mesmo otário, realmente… - Murmurou num revirar de olhos e olhou pela janela ao seu lado. O mais velho olhou o seu irmão e soltou um leve suspiro de frustração. Na verdade tinha sido desagradável mas o seu estado de nervos por ver Danielle era tanto que não pensava em mais nada a não ser nela.

- Desculpa… - Acabou por pedir. - Mas Bill pergunta-lhe, estás a morrer de amores por ela e ela por ti, só um cego não vê porque coitado. - Continuou o moreno num tom indignado. Bill virou-se automaticamente para o seu gémeo com uma cara de escândalo que mais parecia ter visto algo bastante bizarro.

- Tom evita! - Protestou o mais novo num guincho e voltou a endireitar-se no banco do pendura. - Deixa-te de merdas, é apenas sexo. - Esclareceu gesticulando com as mãos o que demonstrava estar um tanto ou quanto nervoso com o assunto. - Também falas muito mas olha tu e a Danielle, comeram-se já…

- Não nos comemos! - Interrompeu erguendo o seu dedo perante a cara do irmão.

- Ai fizeram o amor, desculpa! - Corrigiu com um tom piegas e Tom lançou-lhe de imediato o seu melhor olhar fulminante. - O que seja, ficaram logo a morrer de amores um pelo outro e já não se largam. - Finalizou o seu argumento mas na verdade, o mesmo se passava no seu caso mesmo que tentassem disfarçar ao máximo a imensa química existente entre os dois.

- Já olhaste bem para a Danielle?! - Retorquiu com um sorriso de orelha a orelha. - Aquela miúda é tudo para mim desde a cabeça aos pés que é tudo perfeito. - Justificou babado com a sua miúda, não oficial mas também não deveria tardar em assumir realmente o que sentia pela morena.

- E tu já viste bem a Moon? - Guinchou com uma cara cómica de escândalo, típica de Bill Kaulitz. - Por amor de Deus aquele rabo é o meu fim. - Olhou o teto do carro e juntou as mãos ao peito.

- Bill evita tu agora. - Pediu fazendo uma cara de nojo para se meter com o irmão.

- Ai não, que não ias lá!

- Queres que vá? - Procurou saber em tom de provocação. Se havia coisa que Tom gostava, era de tirar o seu irmão do sério.

- Não tens o teu? Contenta-te então e deixa o que é dos outros. - Rosnou olhando o mais velho de esguelha.

- Mas é teu? Ainda há pouco dizias que era apenas sexo. - Relembrou em jeito de provocação, o que deixou o loiro quase à beira de um ataque de nervos. - Ok já me calei mas vês, só me estás a mostrar que a Moon é a tua miúda. - Argumentou e Bill não teve outra alternativa senão fazer a sua melhor cara e cachorrinho abandonado, como se o tivessem acabado de apanhar numa grande mentira.

- Oh, não quero pensar muito nisso. Tu sabes ela é também pessoa de relações de uma noite. - Desabafou o que levou Tom a sorrir e olhar o irmão depois de estacionar o carro num lugar vago e o mais perto da entrada do hospital possível.

- Bill por amor de deus, duvido que ela tenha ido para a cama com mais alguém desde que te conheceu. - Apostou como se tivesse certeza do que dizia e de facto até tinha. - Agora anda daí, pode ser que tenhas uma surpresa. - Piscou-lhe o olho e saiu do automóvel, ajeitando as suas roupas assim que se viu livre para o fazer.

 

Danielle estava visivelmente diferente desde que chegara a Los Angeles há uma semana atrás. Além de se mostrar mais feliz, conseguia estar calma e distraída com tudo. Sentia que se tinha juntado com um namorado e estavam agora ambos a tentar construir algo e mesmo não tendo nada assumido com Tom, a sensação de viver com ele e de estar a fazer de tudo para que algo dê certo, deixava-a ainda mais tranquila. Além de Danielle, também Moon tinha vindo supostamente acompanhar a amiga mas claro, permaneceu na casa dos gémeos a pedido de Bill e já estes dois mostravam-se discretos mas mesmo assim não saiam de casa um sem um outro.

- Onde vais? - Questionou a morena num tom ensonado assim que sentiu Tom levantar-se da cama. O moreno olhou o seu telemóvel que vibrava descontroladamente na sua mão e seguidamente a figura de Danielle deitada na sua cama.

- Já volto, vou só atender uma chamada. - Respondeu depositando-lhe um beijo na testa e saindo do quarto. Fechou a porta atrás de si e levou o aparelho ao ouvido, assumindo uma postura visivelmente tensa. - O que é que queres? - Rosnou enquanto se encaminhava para o seu escritório.

- Andas a brincar com o fogo Kaulitz.

- Tu é que andas a brincar com o fogo. Ouve bem o que te vou dizer, vais engolir ainda os dentes todos que tens na boca, é garantido; mas se te tentas aproximar dela Yaro juro que te desfaço. - Avisou e da outra parte recebeu uma gargalhada do rapaz. - Eu não me ria, acredita. - Assegurou.

- Não tenho medo de ti, nem do teu irmão muito menos do vosso grupo de alemães, Nazis de merda. - Atirou. - Já vos vi aos dois juntos, não combinam ela ficará muito melhor na minha cama. - Riu-se achando bastante piada ao que dissera mas por outro lado só fazia a raiva de Tom crescer cada vez mais. - Brinca, vou deixar-te gozar enquanto podes essa pérola. Mas convence-te que o futuro dela é ao meu lado e quem vai gozar o resto da vida vou ser eu, de todas as maneiras.

- Tu vais é engolir isso tudo. - Assegurou desligando a chamada, farto de ouvir outro homem falar de Danielle como se fosse um brinquedo. Ouviu a porta abrir-se e pouco depois as mãos a morena pousarem sobre o seu peito nu, enquanto o abraçava por atrás.

- O que se passa? - Questionou enquanto beijava as costas do rapaz que permanecia hirto a olhar pelas grandes portas de vidro que davam acesso ao jardim.

- Nada princesa está tudo bem. - Respondeu enquanto agarrava na mão da mais nova e a beijava lentamente. - Dormiste bem? - Questionou, puxando-a para a sua frente e abraçando-a de forma protetora. Era tudo o que lhe apetecia fazer neste momento!

- Eu estava a dormir bastante bem, mas levantaste-te. - Resmungou num tom mimado e deitou a cara no peito do moreno, bocejando e levando Tom a rir com o seu mimo matinal, habitual.

- Queres voltar para a cama minha mimada mais linda? - Procurou saber, falando contra a sua testa enquanto lhe acariciava a maçã do rosto com o polegar.

- Não. - Respondeu de imediato e olhou o moreno, pousando o queixo no peito do mesmo. - Podíamos ir dar uma volta. - Sugeriu ao que Tom faz um leve careta.

- Hoje eu e o meu irmão vamos ter que sair e vocês que ficar por casa por umas horas. - Revelou enquanto colocava uma mexa de cabelo atrás da orelha da mais nova.

- Tem mesmo que ser? - Questionou num tom mimado ao que Tom assentiu. De hoje não ia passar!

 

 

 

 

5 comentários

Comentar post

A Blogger

O meu nome é Daniela, tenho 22 anos e sou de Almada. Trabalho actualmente no STARBUCKS mas sonho ser Comissária de Bordo. Adoro escrever, ver Vlogs e não sou mesmo nada adepta de séries. Aqui vão poder encontrar parte dos meus devaneios e sonhos, quem sabe um dia isto se virá a tornar no meu Diário de Bordo.

Redes Sociais

Mensagens