Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Excuse me for a while...

Excuse me for a while...

04
Dez15

Folhas Soltas #14

Daniela C.

11223819_475891439258307_1373434370265236943_n.jpg

Danielle acordou pouco passava das quatro da tarde, tinha estado a dormir todo este tempo porque se sentia exausta e na verdade confortável com o corpo protetor de Tom a seu lado. Este permanecia a dormir ainda, estava calmo o que levou a morena a sorrir com a imagem perfeita de um homem como ele a dormir ao seu lado. Sentou-se na cama sem fazer barulho e levantou-se pouco depois com cuidado. Ajeitou as cobertas sobre Tom e caminhou até à casa de banho do seu quarto, amarrando o seu cabelo acastanhado num coque meio desajeitado. Dirigiu-se ao closet com ligação direta à casa de banho e ao quarto e procurou uma roupa confortável para poder andar em casa. Não tencionava sair dali por hoje nem que o prédio ameaçasse desabar. Vestiu uma roupa mais desportiva, calçou os seus ténis e saiu do quarto olhando Tom antes de o fazer para se certificar que o mais velho ali permanecia. Caminhou pelo longo corredor principal da sua casa e ao aproximar-se mais da sala começou por ouvir pequenas risadas divertidas que associou a Moon.

- Eu não estou a ver nada, juro. - Afirmou ao entrar na sala e provocando ao casalinho que se estava a envolver no seu sofá, um enorme susto.

- Desculpa, pensei que ainda fosses dormir mais umas horas. - Desculpou-se Moon enquanto se sentava direita no colo de Bill que se escondeu atrás dela com a típica vergonha de apanhado.

- Acordei agora mas fiquem à vontade. Já sabes, tens quartos que chegue para umas maratonas! - Danielle olhou a sua melhor amiga e piscou-lhe o olho com um sorriso matreiro. De facto ela não se importava que a sua casa servisse para as diversões de Moon, isto se a mesma tivesse os normais cuidados de o fazer com alguém decente.

- Estás bem? - Procurou saber preocupada. Danielle aparentava estar bem mas sabia que ela era pessoa de guardar as suas preocupações durante bastante tempo, o que não era nada bom.

- Estou mais ou menos mas não quero falar disso agora. Ficam para jantar? - Questionou com os olhos colados ao seu telemóvel. Moon olhou Bill que assentiu com um sorriso simpático e a loira não resistiu em roubar-lhe um beijo.

- Ficamos! Vais cozinhar? - Questionou entusiasmada. A mais nova tinha mão para a cozinha mesmo que sempre negasse tal qualidade sua.

- Têm preferência? - Encolheu os ombros olhando para o casal e bloqueou o seu telemóvel, deixando-o ficar na sua mão.

- Eu e o meu irmão somos vegetarianos. - Interveio Bill ao que Danielle sorriu por ele ser uma pessoa bastante querida e que respeitava os outros.

- Então já sei o que fazer mas começo mais logo. Vou deixar-vos a sós! - Riu-se divertida e abandonou a sala calmamente, caminhando até à cozinha. Abriu o frigorífico retirando do mesmo um iogurte natural e uma pequena caixa com mirtilos. Pousou os produtos sobre a bancada de mármore e de um dos armários retirou uma pequena taça funda. Tratou de ir buscar também flocos de Aveia e sementes de Açaí para que pudesse fazer o seu lanche. Depois de feito, arrumou tudo no devido lugar e voltou ao quarto. Sentou-se de novo na cama ao lado de Tom que continuava a dormir e começou a comer, olhando o moreno para lhe poder apreciar todos os pormenores. Ele era de facto lindo, tinha um nariz arrebitado que lhe dava um ar bastante engraçado e além de tudo o que era naturalmente seu, a barba e o cabelo comprido davam-lhe um ar mais wild aos olhos de Danielle. Ela adorava rapazes com o estilo de Tom mas era raro encontrar algum que tivesse tudo num só. Bom corpo, beleza, simpatia, respeito e inteligência!

O mais velho remexeu-se na cama, acordando um tanto ou quanto sobressaltado quando sentiu a falta de Danielle agarrada a si. Abriu os olhos de repente e soltou um enorme suspiro de alívio por a ver sentada o seu lado. - Que susto! - Deixou escapar num tom de voz rouco e ensonado.

- Com o quê? - Questionou divertida depois de limpar a boca ao guardanapo de papel que tinha amarrotado numa mão.

- Pensava que tinhas ido sei lá onde. - Sentou-se devagar e passou as mãos pela cara, olhando de novo a rapariga e fixando o olhar na mesma. Ela era realmente bonita!

- Fui apenas buscar comida. Queres? - Ofereceu, estendendo a colher para Tom que olhou a mesma meio desconfiado. - Iogurte de soja natural, mirtilos, aveia e açaí. - Riu-se ao descrever o que continha aquela mistura deliciosa e viu o moreno levar a boca de encontro à colher.

- Comer saudável de gajas é sempre estranho. - Comentou depois de mastigar o que tinha na boca. - Mas delicioso. - Acrescentou com um sorriso o que levou Danielle a rir com o comentário. - Como é que te sentes? - Procurou saber.

- Estou bem, não quero falar sobre isso ainda. - Pediu levando de seguida a última colherada à boca. - Queres que vá fazer um para ti? - Questionou, pousando a taça na mesinha de cabeceira ao seu lado.

- Não, estou mesmo bem aqui e tu também. - Admitiu puxando o corpo da rapariga contra o seu. - Não gostei nada de te ver naquele estado… - Acrescentou enquanto a olhava nos olhos.

- Já estou habituada mas antes de mais peço desculpa pelo meu pai e sou eu como administrativa da empresa que te peço que sejas tu o arquiteto da nova loja. - Disse num tom de voz calmo.

- Mas eu perdi os projetos Danielle, eu perdi imenso trabalho… - Suspirou devastado ainda com o que se tinha passado. Foram praticamente dois anos de trabalho deitados ao lixo, o que não é fácil para alguém que ame tanto o seu trabalho como Tom.

- Eu sei mas eu espero o tempo que for necessário para que a loja seja arquitetada por ti e que as obras tenham a tua supervisão continua. - Reforçou levando o mais velho a sorrir e a afagar o cabelo da rapariga, antes de lhe depositar um beijo terno na testa.

- És linda, sabias? - Olhou-a com um estranho brilho no olhar. Nunca vira uma mulher com uma beleza tão natural como Danielle e isso mexia bastante com ele. Não eram apenas os atributos físicos que sobressaiam no corpo da mais nova mas a simplicidade com que falava, o sorriso traquina que surgia com sinceridade e a beleza natural era tudo o que saltava mais à vista antes de qualquer outra coisa.

- Podes prometer-me uma coisa? - Começou por dizer antes de receber um aceno afirmativo do rapaz para prosseguir com o pedido. - Estejas onde estiveres lembra-te sempre do que é que o meu pai me quer fazer. Protege-me… - Pediu engolindo em seco e agarrando o braço de Tom como se lhe implorasse que aquele seu pedido fosse aceite.

- Eu prometo, mas explica-me porquê. Só te peço isso… - Advertiu num tom calmo e na esperança de que Danielle lhe contasse o que se tinha passado para ter tal reação ao falar-se de Yaro.

- Ele…Eu tirei o curso em Los Angeles, ele ia muitas vezes há minha universidade buscar a irmã e tentava sempre com que eu lhe desse o número mas eu não queria. Não estava interessada… - Começou num tom de voz trémulo. - Ele um dia seguiu-me até casa, abordou-me à porta e pediu-me que eu lhe desse uma oportunidade mas eu disse que não queria porque tinha namorado e era verdade. Ele aparentemente desistiu, pensava eu mas houve uma festa lá da faculdade e ele foi como convidado da irmã. Drogou-me não sei com o quê e só me lembro de acordar com ele ao lado. Ele claro que disse a todos que fui eu que me atirei para cima dele… - Terminou enquanto limpava as lágrimas que lhe teimavam em escorrer pela face.

- Eu lembro-me dessa história mas não me dava com ele, sempre fomos rivais… - Comentou aninhando Danielle contra o seu peito e tentou com que a sua raiva não lhe sobressaísse neste momento. Tinha-a, o seu interior mostrava-se irrequieto mas não podia assustar a mais nova. Tinha que a apoiar e era isso que ia fazer daqui para a frente! - Se depender de mim ele nunca mais te vai tocar. - Prometeu contra a testa de Danielle que soltou um leve soluço inocente contra o seu peito.

 

 

4 comentários

Comentar post

A Blogger

O meu nome é Daniela, tenho 22 anos e sou de Almada. Trabalho actualmente no STARBUCKS mas sonho ser Comissária de Bordo. Adoro escrever, ver Vlogs e não sou mesmo nada adepta de séries. Aqui vão poder encontrar parte dos meus devaneios e sonhos, quem sabe um dia isto se virá a tornar no meu Diário de Bordo.

Redes Sociais

Mensagens